AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE DA ENZIMA GLUTATIONA-S-TRANSFERASE DA MINHOCA Eisenia foetida EXPOSTA A IVERMECTINA

Sandro Moreira Tuerlinckx

Resumen


Muitos tipos de drogas são usados na medicina veterinária para controlar e melhorar a saúde animal através de tratamentos terapêuticos e profiláticos. A desvantagem desta prática é que os produtos farmacêuticos e seus metabólitos são liberados no ambiente e podem influenciar a fauna do solo através da excreção do esterco ou pela posterior aplicação ao campo agrícola. As avermectinas são vastamente e cada vez mais utilizadas na medicina veterinária e na agricultura. Estudos anteriores demonstraram que a ivermectina (IVM), um parasiticida amplamente utilizado, é muito tóxico para diversas espécies de invertebrados não-alvo. Tendo em vista que a IVM é pouco metabolizada e a maior parte da dose administrada ao animal é excretada, relativamente inalterada, principalmente nas fezes e pela escassez de dados sobre a toxicidade aos invertebrados do solo, os efeitos agudos e crônicos deste parasiticida sobre a glutationa-s -transferase (GST) da oligoqueta Eisenia foetida foram investigados. As minhocas Eisenia foetida foram expostas a concentrações de IVM a 0, 1, 5, 10, 50 e 100 mg kg-1, e as amostras foram tomadas nos dias 7, 14 e 28 para determinação da atividade da GST. Os resultados mostraram que a duração da exposição alterou significativamente os efeitos do parasiticida investigado sobre a atividade de GST. Especificamente, após uma redução inicial, o prolongamento da exposição causou a indução da atividade da GST. Com o aumento da concentração de IVM, as atividades da GST foram inibidas significativamente após 7 dias de exposição. Em particular, o efeito inibitório foi significativo nos níveis mais elevados de tratamento (10, 50 e 100 mg kg-1). Por outro lado, aos 14 e 28 dias foram observadas induções na atividade da enzima. A atividade da GST pode ser considerada como parâmetro sensível para avaliar a toxicidade da ivermectina para minhocas.

Texto completo

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Licencia de Creative Commons
Esta obra está licenciada bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial 2.5 Argentina .

Acta Toxicológica Argentina ISSN 0327 9286 (impreso) - ISSN 1851-3743 (en línea). Alsina 1441, Of. 302, (CP 1088), C.A.B.A. www.ataonline.org.ar