Políticas públicas para o livro, leitura, literatura e biblioteca no Brasil

Antonio Deusivam de Oliveira, Rosália Maria Netto Prados

Resumen


Este artigo trata de uma descrição das políticas públicas para o livro, leitura, literatura e biblioteca no Brasil, a partir da criação do Instituto Nacional do Livro em 1937 até a criação do Plano Nacional do Livro e Leitura em 2006. Tem como objetivos, por meio de pesquisa de natureza exploratória e documental, apresentar a importância da atuação do Estado nas políticas públicas sociais e nas políticas para o livro, leitura, literatura e biblioteca; e discutir a importância dessas políticas para o desenvolvimento de uma população leitora no Brasil a partir de uma relação entre leitura e cidadania. Ao final espera-se mostrar a importância de políticas públicas para essas áreas a fim de contribuir na formação cidadã da população brasileira.

Texto completo



Licencia Creative Commons
Los trabajos publicados en esta revista están bajo la licencia Creative Commons Atribución-NoComercial 2.5 Argentina.

 

Información, cultura y sociedad. ISSN 1851-1740. Instituto de Investigaciones Bibliotecológicas (ics@filo.uba.ar / inibi@filo.uba.ar /http://inibi.institutos.filo.uba.ar/), Universidad de Buenos Aires. Facultad de Filosofía y Letras. Puán 480 - Piso 4 Of. 8 (C1406CQJ) - Ciudad Autónoma de Buenos Aires. República Argentina