A Qualidade da Motivação em Estudantes de Física do Ensino Médio

Luiz Clement, José Francisco Custódio, José de Pinho Alves Filho

Resumen


A falta de interesse e de motivação dos estudantes para estudar e aprender Física é um problema educacional a ser enfrentado. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a qualidade motivacional de 708 estudantes do ensino médio mediante a aplicação da Escala de Motivação: Atividades Didáticas de Física (EMADF), elaborada com base na teoria da autodeterminação. Realizaram-se análises comparativas entre os tipos de motivação e as variáveis: gênero, séries e localidade. Constatou-se que a motivação autônoma das meninas é maior que a dos meninos que, por sua vez, apresentaram maiores médias nos tipos de motivação controlada e na desmotivação. Evidenciou-se uma pequena redução em todos os tipos de motivação ao longo das três séries. Em relação à localidade obtiveram-se médias levemente superiores tanto na desmotivação e motivação controlada quanto na motivação autônoma entre os estudantes oriundos de uma mesma cidade. No conjunto, os resultados explicitam uma importante leitura sobre a qualidade motivacional dos estudantes para a realização das atividades nas aulas de Física, fomentando a proposição de novos estudos que possam dialogar e complementar as considerações decorrentes desta pesquisa.

Texto completo

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Licencia de Creative Commons
Esta obra está licenciada bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial 2.5 Argentina .

Revista Electrónica de Investigación en Educación en Ciencias. ISSN 1850-6666 UNCPBA-NIECyT-CONICET Pinto 399 -  C.P. 7000 Tel. 0054 0249 4439653 Tandil, Buenos Aires, Argentina. reiec@exa.unicen.edu.ar